Contando a novidade para a família

Olá!

Uma das coisas emocionantes, depois que descobrimos uma gravidez, é contar a novidade para a família. A reação deles é inesquecível (e muitas vezes divertida!).

Como eu já disse, tive um intervalo grande de tempo entre a descoberta e a hora de contar para o Edu. Pensei mil maneiras de contar, e acabei ilustrando em um desenho. Um nada a ver, e outro “eu + você = nós três”.

O Edu e eu combinamos que iríamos contar para os nossos pais e para os irmãos dele no mesmo dia, e guardamos segredo por algum tempo. Descobri que estava grávida na quinta-feira e tive que enfrentar os olhares dos meus pais na sexta enquanto almoçávamos juntos sem contar absolutamente nada. Para eles contamos por telefone, no sábado, e só ouvíamos eles repetindo: “É mesmo? Mas é mesmo?! Ontem você disfarçou bem!”. Sou filha única, imaginem a emoção deles! A mãe do Edu mal acreditou quando contamos pessoalmente que ela seria avó pela primeira vez. Para o pai e a madrasta dele a gente também contou pessoalmente, mas de um jeito surpreendente. Colocamos uma chupeta dentro de um pacote de presente e entregamos com a desculpa de que havíamos esquecido de dar outro presente que trouxemos de viagem para eles. Ambos diziam que não precisava e tal, quando finalmente abriram o pacote e paralisaram, até que a alegria tomou conta de todos (uma garrafa de vinho foi aberta em comemoração!). Meus cunhados estavam viajando. A irmã do Edu estava em Fortaleza, falamos ao telefone e foi emocionante. O irmão dele estava voltando de viagem, e parecia que já sabia!

Há muitas maneiras inusitadas de contar para os familiares e amigos a grande novidade. Gostaria de ter usado mais a criatividade, mas tudo bem.

Abaixo, algumas sugestões criativas de como contar a grande novidade para a galera. Me contem como vocês fizeram!

page

2 opiniões sobre “Contando a novidade para a família

  • 15 de fevereiro de 2016 em 22:43
    Permalink

    Nós entregamos para a família convites para o primeiro aniversário do Felipe ou Michelle em fevereiro de 2016

    Resposta
    • 8 de março de 2016 em 15:39
      Permalink

      Ount! Imagino a reação deles, Ingrid!
      Beijos!

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *